Projeto OcupaMóvel VINA

Em 2017, Marcela Silviano Brandão Lopes, professora do curso de Arquitetura e Urbanismo da UFMG e coordenadora dos projetos de extensão Artesanias do Comum (inserido no Grupo de Pesquisa Indisciplinar) e Mídias Comunitárias (inserido no Grupo de Pesquisa PRAXIS), tomou conhecimento de que a VINA possuía um ônibus sem utilidade para a empresa, e propôs a sua doação para o Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas – MLB, tendo em vista que o ônibus poderia ser utilizado pelo MLB em diferentes ações junto às comunidades localizadas no entorno da Sede da empresa, na região do Barreiro. A proposta foi bem recebida pela diretoria da VINA e o processo teve início.

Se envolveram nesse projeto os alunos da disciplina “Arquitetura Desobediente” e alunos bolsistas de dois projetos de extensão da EAUFMG – Artesanias do Comum (Grupo Indisciplinar da UFMG) e Mídias Comunitárias (Grupo de Pesquisa PRAXIS), além dos projetos de pesquisa “Dispositivos para mobilização social” e “Tecnologia social nas ocupações autoconstruídas”, coordenados pela Profa. Marcela Silviano Brandão Lopes.

Por parte da VINA, o processo de doação – que envolveu questões técnicas e jurídicas – foi coordenado por seu Departamento Socioambiental e envolveu direta e indiretamente toda a empresa.

Após seis meses de muito trabalho, marcado pelo comprometimento e a dedicação das equipes  da VINA e da Escola de Arquitetura da UFMG, o ônibus ficou pronto! É importante ressaltar que a transformação do ônibus, com a execução do seu projeto de reforma interna e sua pintura externa, foi feita nas oficinas da VINA.

No dia 8/2/2018, o OcupaMóvel, provisoriamente batizado pelo Movimento como MLBUS, já pronto para circular, foi entregue pela VINA à comunidade das ocupações urbanas autoconstruídas do Barreiro, organizadas pelo Movimento de Luta de Bairros, Vilas e Favelas – MLB.

É importante ressaltar que o nome oficial do ônibus ainda será decidido, seguindo rituais participativos e com votação coletiva. Por enquanto, estão propostos OcupaMóvel e MLBUS.

 

O ÔNIBUS CHEGOU!

A entrega do ônibus foi comemorada com um belo café da manhã coletivo na Ocupação Paulo Freire e refletiu a forma positiva como as comunidades o receberam. Estavam presentes os moradores das comunidades das três ocupações (Eliana Silva, Paulo Freire e Carolina Maria de Jesus), a coordenação do MLB (Leonardo Péricles e Poliana Souza), Frei Gilvander (representante da Comissão Pastoral da Terra), os bolsistas dos projetos de extensão e pesquisa envolvidos (Ana Horta, Marcus Barbosa, Maria Soalheiro e Mayumi Amaral), a professora Luciana Bragança (Grupo Indisciplinar) e os representantes da VINA no evento, Sônia Rocha e Pierre Carlos Costa.

Durante a cerimônia de entrega, os representantes da VINA, as lideranças das ocupações e a professora Luciana Bragança reafirmaram a importância da parceria entre a empresa, a academia e os movimentos de lutas sociais.

Tudo foi documentado pela Mídia Ninja, que também estava presente no evento.

MLBUS: MOBILIZAÇÃO EM MOVIMENTO

Entre moradores e moradoras há cinco pessoas que dirigem ônibus e que têm se revezado voluntariamente para as ações organizadas. Dentre elas, duas são mulheres, o que reforça a pauta de que ‘lugar de mulher é onde ela quiser’! Uma comissão formada para organizar a limpeza do ônibus, além da sua manutenção e da administração da agenda do MLBUS vem se consolidando.

 

Os custos iniciais para a regulamentação dos documentos do ônibus, e as despesas com manutenção e combustível vêm sendo viabilizadas por meio de ações colaborativas coletivas, decididas em assembleias. No Carnaval, por exemplo, o Movimento produziu camisetas temáticas para angariar fundos com sua venda, além de também mobilizar a cidade e divulgar a novidade do MLBUS.

SÁBADOS VERMELHOS

Segundo a Profa. Marcela Silviano Brandão, a importância do ônibus para a comunidade pode ser entendida para além do seu caráter utilitário, tendo em vista a ampliação da mobilidade urbana do movimento para seu empenho na luta pelo direito à moradia e pelo direito à cidade. Tal afirmação pode ser ilustrada pela estreia oficial do ônibus com a realização de um ciclo de jornadas itinerantes pelas comunidades de todas as regionais do município – o Sábado Vermelho! Organizada pelo MLB e pela Unidade Popular Pelo Socialismo (UP), essa ação visa tanto a atividades de coleta de assinaturas para o registro da UP como partido político, como, também, a realização de bazares e palestras educativas relacionadas a temas de suma importância para a população mais pobre da cidade.

Ao circular por várias regiões da cidade, principalmente nas periferias, o MLBUS se constitui como um veículo de ideias, de boas trocas e de reconhecimento de um Movimento social legítimo, de luta digna por direitos de moradia e pela reforma urbana. A própria pintura do ônibus é uma referência direta à luta e à resistência dessas comunidades.

    

A realização dos bazares montados ao lado do MLBUS, utilizando o mobiliário especialmente criado pelos alunos da disciplina de Design da Escola de Arquitetura da UFMG, ministrada pela professora Luciana Bragança, tem gerado uma renda extra, suficiente para pagar o combustível e contribuir para a caixinha do ônibus, além de ser uma potente forma de diálogo com as comunidades visitadas.

 

A EQUIPE DA VINA E O MLBUS

Toda equipe de manutenção da VINA participou ativamente das ações de recuperação e entrega do ônibus Mercedes Benz, modelo 1318, ano 1994, placa: GQY-2090, para a comunidade Paulo Freire no dia 9/2/2018. Um ônibus simples, que talvez não tivesse tanta utilidade na empresa, foi transformado coletivamente em um incentivo excepcional para os moradores da comunidade e também para todos os envolvidos no projeto. No relatório da equipe, feito após a entrega do “OcupaMóvel”, está expressa a empolgação com o processo e com o resultado da ação realizada:  “Ao participar dessa ação, observamos que a iniciativa da VINA Equipamentos em ajudar a comunidade foi algo muito bacana. Mais do que isso, foi uma ação que alavancou a ideia dos envolvidos, que, pelo nosso entendimento, busca expressar o dever de lutar pelo direito a moradia, a igualdade social e ao combate ao preconceito em geral. Ficamos admirados e espelhados com o empenho e o trabalho da equipe dos estudantes e professores da UFMG, que defenderam com amplo entusiasmo a ideia dos moradores das comunidades Eliana Silva, Paulo Freire e Carolina Maria de Jesus, mostrando a valorização e seriedade da proposta. Vemos a VINA como uma empresa fora da curva, que, sem interesse financeiro, visa, por meio de ações sociais como a citada acima, levar a importância da corresponsabilidade para com o meio ambiente e a sociedade em que vivemos. Esses ideais acabam se incorporando no dia a dia de cada funcionário que participa das ações da empresa”.

 

Todo o processo de recuperação e pintura do MLBUS foi realizado nas oficinas da VINA, com o envolvimento conjunto de empregados e estudantes. Pela empresa, participaram dessa ação:  

Pedro Henrique de Oliveira Barroso (Controlador de manutenção); Pierre Carlos Costa (Gerente de manutenção); Evandro Silva de Souza (Encarregado de manutenção); José Antônio Cordeiro (Pintor); Sérgio da Silva Maia (Mecânico); Itamar Marcelino (Lavador); Luiz Cláudio da Silva Lima (Borracheiro); Adilson Sueta (Ajudante Mecânico); Edmilson Armão Sueta (Eletricista); Flávio da Silva Oliveira (Mecânico); Silvio Julio de Oliveira (Mecânico) e Jorge Afonso Lima (Motorista).

 

 

PLANOS PARA O FUTURO PRÓXIMO

Os planos para o futuro do nosso MLBUS são prósperos e, em curto prazo, envolvem sua plena utilização pela juventude do Movimento. Uma grande pauta do MLB, trabalhada pelo Minha Quebrada, um Coletivo do MBL, é promover o acesso à cidade por parte dos jovens dessas ocupações, que vivenciam uma realidade constante de segregação socioespacial. A impossibilidade de circular pela cidade e de frequentar os espaços de lazer são questões centrais para o Movimento. Os planos englobam, a princípio, que o MLBUS leve esses jovens para ações políticas e culturais, o que já vem acontecendo, e que possam usar o próprio ônibus como veículo dessas ações, como, por exemplo, transformá-lo em um cineclube itinerante.

O MLBUS poderá ser um veículo de mil e uma utilidades. Coletivamente isso vem sendo discutido e trabalhado. O que se apresenta é um caminho aberto de possibilidades que vão inaugurando etapas potentes para a diversidade das ocupações urbanas.

 

One thought on “Projeto OcupaMóvel VINA

  1. Sabrina Soares

    Perfeito!!! Idea e iniciativa espetaculares,parabéns.
    “Não nos damos conta, de fato, de que e os saberes humanísticos, a cultura e a educação constituem o líquido amniótico ideal no qual podem se desenvolver vigorosamente as ideias de liberdade, demonocracia, e justiça…” Ordine.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *